Regulamentação e crescimento: no dia do hoteleiro, ABIH traça metas para 2017

Dilson Jatahy Fonseca, presidente da ABIH

Dilson Jatahy Fonseca, presidente da ABIH

Perspectivas otimistas e bandeiras definidas. E neste cenário que a hotelaria brasileira comemora este 9 de novembro, o dia do hoteleiro. A data marca o aniversário de 80 anos da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), criada no primeiro congresso da categoria, em 1936. “Nestes 80 anos tivemos um avanço grande. Hoje somos um dos setores com maior investimento e compromisso com o Turismo. Somos um dos setores que gera mais empregos e arrecada mais impostos”, destaca Dilson Jatahy Fonseca, presidente da ABIH.

De acordo com dados do Ministério do Turismo, o setor hoteleiro gera em todo o país cerca de 1,3 milhão de empregos diretos e 675 mil indiretos. A gama de serviços, inclui profissionais de hotelaria, lazer, serviços gerais, recreação, eventos e alimentação, seja em hotéis, resorts, pousadas ou albergues. Para o próximo ano, a expectativa do setor e contar com um crescimento de 10% na ocupação.

Para Fonseca, este processo de retomada depende também da regulamentação do setor. “A falta de regulamentação prejudica o crescimento. É necessário que o setor seja olhado pelo governo com a importância que merece. É preciso criar uma paridade nos encargos do”, salienta ele mencionado a necessidade de igualar as condições do Airbnb com a hotelaria.

Adotar reduções tributárias semelhante às de outros países também é vista como alternativa para alavancar o setor. Um dos exemplos é a Argentina, que recentemente decidiu isentar o imposto sobre consumo (IVA) que incide sobre as tarifas dos hotéis pagas por estrangeiros, medida que deve representar uma redução média de 21% nos preços.

Outra ação bem sucedida foi a adotada pela Colômbia, que prevê a isenção de imposto de renda por um período de 30 anos para serviços hoteleiros prestados em novas instalações ou unidades remodeladas. A medida teve início em 2003 e será válida para novos empreendimentos até 2017. “São necessárias ações rápidas e emergenciais para que possamos competir com outros países na captação de turistas internacionais”, afirma o presidente da ABIH.

Considerado um dos motores do Turismo, a hotelaria é vista como uma das principais alternativas para uma reação da economia devido à sua rápida resposta a investimentos. “É necessário que haja uma conscientização de que nosso setor é vital para a retomada do crescimento do país. Estamos otimistas que isso aconteça”, finaliza Dilson.

FONTE: m&e – mercado&eventos
(http://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/hotelaria/regulamentacao-e-crescimento-no-dia-do-hoteleiro-abih-traca-metas-para-2017/)

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s