O Bleisure e a Agência de Viagens Corporativa

1
Uma das maiores oportunidades de negócios para as agências de viagens são as vendas Bleisure nas viagens corporativas.
11
Você quer saber mais sobre estas estratégias?
 11
Tem aumentado em muito as informações, textos e comentários sobre Bleisure. O termo é um acrônimo ou um neologismo. É a combinação ou junção de duas palavras em inglês: business e leisure (negócios e lazer) – de fato é a realização de uma viagem combinada – uma viagem de trabalho com uma viagem de lazer.
1
O entendimento é algo como ‘já que estou viajando a trabalho, por que não posso aproveitar os meus momentos livres com atividades pessoais? Ou, por que não chegar alguns dias antes ao destino ou ficar alguns dias depois do período de trabalho? Ou, o que eu poderia fazer ou conhecer no local de destino, nos arredores, nas cidades próximas ou na região para onde vou viajar?” Também se pode considerar uma conexão como uma possibilidade de parada, como um destino intermediário, e aproveitar de tudo o que o lugar tem a oferecer.
1
Desfrutar de atividades pessoais, particulares e de lazer em seus momentos livres durante uma viagem de trabalho, não é nenhuma novidade. Faz-se isso há décadas. O que tem acontecido é um aumento desse tipo ou modelo de viagem por alguns novos motivos, como: mais jovens viajando a negócios, ‘novos’ jovens de qualquer idade viajando mais, viajantes ultraconectados com o que está acontecendo em diversos canais digitais, destinos antigos com seus serviços e produtos bem mais melhorados e disponibilizados eletronicamente, novos destinos interessantes e descolados, a desintermediação e o barateamento dos serviços, o viajante mais independente com a era digital, a possibilidade de experiências memoráveis, a jornada de trabalho mais flexível, entre tantos outros motivos.
1
Bleisure não é uma tendência de utilização de um novo serviço. Bleisure é a descoberta de uma potencial fonte de venda que toda a cadeia produtiva de viagens e turismo deve aproveitar. Bleisure é lembrar que uma boa parcela dos viajantes de negócios querem passear, conhecer, aprender, comprar, visitar, se entreter, vivenciar, experimentar, conviver, se cuidar, além de trabalhar.
1
A necessidade de realizar atividades pessoais, hobbies e lazer, e a intenção e o interesse em concretizar estes momentos, aumentaram com todas as facilidades de aquisição de serviços através das novas ferramentas de engajamento via web e também pelos destinos estarem preparados tecnologicamente com a venda e transações facilitadas através de dispositivos móveis.
1
O que tem que ficar claro é que as estratégias de Bleisure não são vender viagens de lazer para cliente corporativo (esta é outra estratégia), nem vender viagem longa a partir do destino de onde o viajante está (também esta é uma outra estratégia), e não é trabalhar durante os momentos de lazer (isso é ruim), ou fazer lazer durante o horário de trabalho (isso não é ‘legal’). Entretanto, muitos confundem tudo isso.
1
Definitivamente, Bleisure não é o viajante trabalhar numa área ou num local de lazer paradisíaco. E sim aproveitar o destino para seu tempo livre – mesclando lazer na viagem a trabalho. É errado a imagem de alguém trabalhando com um notebook ou um tablet na praia, na piscina, no gramado de um hotel de campo. Isso não é Bleisure. Isso é alguém trabalhando num ambiente diferenciado – um estilo de vida. Este ‘personagem’ está trabalhando e ele não está em uma atividade de lazer. Além do mais, qual empresa pagaria para alguém trabalhar à distância num lugar paradisíaco? Qual o motivo desta despesa? Viagem de incentivo não é!
1
Mas o que a agência de viagens corporativa – a TMC, ou mesmo a agência de lazer, ganham com isso?
Há várias agências de viagens corporativas falando sobre os benefícios que os viajantes de negócios têm ao aproveitarem seus momentos livres para realizarem atividades pessoais e de lazer. Mas quase todos os textos só falam sobre o ganho que os prestadores ou fornecedores de serviços finais em viagens e turismo têm. Principalmente os meios de hospedagem.
1
A compra por serviços no destino sempre aconteceu, principalmente na recepção do hotel; ou numa indicação do concierge. Os próprios hotéis demoraram para reconhecer que poderiam oferecer o melhor dos seus próprios serviços ou de terceiros, como um serviço diferenciado e personalizado, e com isso, aumentarem suas receitas. Os meios de hospedagem são os maiores beneficiados com estas possibilidades, pois no mínimo, o viajante pernoita no destino.
1
Sempre digo para as agências de viagens em minhas palestras, cursos e consultorias que, o que o viajante não compra com a sua agência de viagens ele compra com outra agência, ou compra direto no destino. E realmente é muito mais fácil se obter atividades de lazer para o viajante no destino do que com as agências de viagens corporativas, que em grande parte não estão preparadas tecnicamente para realizar a venda para este perfil de viajante.
1
Os produtores ou fornecedores finais de serviço como: hotéis, locadoras de automóveis, operadores de receptivo, casas de shows e espetáculos, teatros e cinemas, parques, museus, arenas, bares e restaurantes, clínicas de beleza e estética, SPAs e massagem, escolas e espaços, lojas, outlets, shoppings, entre outros, estão redesenhando as ofertas com facilidades de reservas e ingressos (tickets), guiamento, assistência, atendimento e acompanhamento especial para: tours, passeios, sightseeing, visitas, pacotes, excursões, expedições, roteiros, circuitos, programas, entretenimento, compras, tratamentos, diversão, animação, convivência, esporte, arte, cultura, gastronomia, capacitação, conhecimento e experiências, pelo aumento das possibilidades destas intenções e interesses deste ‘novo’ viajante como uma nova forma de geração de receita adicional.
1
Reforçando, a estratégia de Bleisure não é só as atividades de lazer quando se termina a permanência do viajante na cidade onde se foi trabalhar. E sim – “já que estou aqui, por que não aproveitar todos os momentos livres?” Ou, “já que tenho que fazer conexão numa cidade, por que não desfrutar dela?”
1
As atividades de Bleisure podem ser realizadas sozinho, com colegas de trabalho, com acompanhantes ou com a família que acompanha na viagem durante o período ou estadia de trabalho. Pode ocorre também durante uma viagem individual de trabalho, numa viagem à um evento, ou durante uma viagem de incentivo ou educacional. Pode ser na cidade onde se está, nos arredores ou na região. Pode ser a escapadinha, ou mesmo, aproveitar as ofertas de última hora.
1
Pesquisas atuais apresentam resultados quantitativos e mostram que 1 em cada 5 viajantes em viagens de negócios realizam atividades de lazer. E que aproximadamente 50% das viagens Bleisure realizadas ocorrem ao final da viagem e que em 30% ocorrem no início. Também as pesquisas mostram que quanto maior a distância da origem ao destino, há maior probabilidade da utilização de atividades de lazer. Isto é, quanto mais longo o voo, maior a tendência ao Bleisure.
1
O que quer dizer é que 20% dos viajantes corporativos utilizam a estratégia de Bleisure e que 80% deste total antecipam a sua chegada ou prorrogam o seu retorno no destino. Com isso, concluímos que o potencial de aumento de venda da TMC pode chegar a 16%, se considerarmos que o viajante realize estadia antes ou depois do período de trabalho e utilize somente 1 diária de hotel, e se calculando o valor da diária média de hospedagem, quanto isso significa como uma nova receita para a TMC? Agora, imagine realizando vendas a tantos outros serviços possíveis para estes viajantes de negócios e seus acompanhantes?
1
Como oportunidade de negócios para a agência de viagens é preciso se preparar e investir tempo e dinheiro para ter resultado em Bleisure. Para a grande maioria das TMCs, fazer parcerias é fundamental para a operação, porque sua expertise em lazer ou em atividades no destino é quase nenhuma.
1
Para se preparar para vender o destino – lazer e atividades de interesse é preciso planejar algumas etapas respondendo a algumas perguntas, como por exemplo:
1
· seu cliente empresa sabe o que é Bleisure?
1
· se não sabe, como mostrar para ele os benefícios para os viajantes da empresa?
1
· como é a política de viagens e a política de benefícios da empresa? E a legislação trabalhista com as responsabilidades sobre o período fora de trabalho?
1
· quem será responsável pelo viajante de negócios durante suas atividades ou viagem de lazer? E o seguro do funcionário?
1
· como seria implantar como benefício a viagem Bleisure aos viajantes da empresa? E a política de Recursos Humanos?
1
· você está preparado para auxiliar na revisão da politica de viagens da empresa? Que tipos de flexibilidades poderiam ser implementadas?
1
· quais são as estratégias de cobrança de serviço do cliente empresa, e quais são os programas de benefícios, de vantagens e de fidelização com o cliente empresa e com o viajante?
1
· quem é o viajante? Ele é funcionário, é terceirizado, é representante, é cliente, é fornecedor, ou é convidado da empresa?
1
· como será a estratégia de abordagem, de convencimento, de recolhimento de informações, de engajamento em mídias sócias e de tecnologia aplicada com o viajante?
1
· como está o seu banco de dados dos viajantes? Qual é a ferramenta de CRM instalada? Qual é a tecnologia de engajamento para a sua empresa? Qual é a estratégia de marketing digital para divulgação e de retenção?
1
· como se vai ofertar o interesse ao viajante previamente – antes da do processo de viagem ser pensado ou planejado?
1
· como se vai criar relacionamento e vínculos com o viajante, para a TMC ser a opção do Bleisure?
1
· como se vai negociar a oferta de lazer e as atividades dos destinos eletronicamente?
1
· como se irá cruzar as possibilidades entre interesse e oferta? (CRM, mídias sócias e vendas)
1
· quais plataformas serão utilizadas para: a exposição dos serviços, a comunicação, o relacionamento, a venda, o acompanhamento e o pós venda?
1
· ou você só vai mandar aquele mesmo folheto impresso ou eletrônico com o que se tem para fazer no destino, sendo que o viajante embarcará em 2 dias?
1
Mas é imprescindível para a TMC utilizar tecnologias e estratégias de marketing, como:
· e-mail marketing
· mídia social
· mapeamento de comportamentos
· CRM / automação de vendas
· marketing de conteúdo
· automação de marketing
· conversão de leads
· comunicação integrada
· e-commerce
· entre outros
1
E quais são as vantagens para a agência de viagens corporativa introduzir o Bleisure em suas estratégias de negócios?
1
· aumento do relacionamento com as pessoas da empresa cliente
· fortalecimento da marca com os clientes empresas
· ter relevância para o cliente empresa e para o viajante
· relacionamento com novos fornecedores
· possibilidade de novas parceiras operacionais
· ser autoridade e referência sobre uma especialização de serviço
· aumento da possibilidade de venda de viagens de lazer para funcionários em férias da empresa cliente
· e aumento considerável de receitas da TMC
1
Bleisure, além de ser uma grande fonte de novas receitas é um excelente argumento na prospecção de novos clientes corporativos para agências de viagens. É preciso mudar o mindset – o modelo mental, para novas oportunidades de negócios. Mas se a TMC só consegue vender passagem aérea, deve buscar ajuda enquanto é tempo. Todo novo negócio dá trabalho, mas com certeza, quem sair na frente beberá água limpa desta fonte. E como diz a consultora Elaine Moraes – “Para mudar tem que remoer por dentro.”
1
Julio Verna – Consultor e Palestrante
 11
Envie e-mail para: jverna@qualitastp.com.br, que lhe enviará um e-Book para o seu melhor estudo pessoal.
 11
Aproveite e venda muito mais !!!
 1
Fonte: Qualitas Capacitação & Consultoria para o Turismo

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s