Viracopos terá Centro Atacadista de Moda

A Aeroportos Brasil Viracopos (ABV) assinou nesta quinta-feira um acordo com a Incorp para a construção do Centro Atacadista de Moda (CAM Viracopos) em área do sítio aeroportuário do Aeroporto Internacional de Viracopos. O empreendimento vai receber R$ 200 milhões em investimentos. A criação do novo negócio é parte do plano de desenvolvimento imobiliário do aeroporto que pretende transformá-lo em um aeroporto-cidade. Junto com o shopping, que terá 200 lojas, serão instalados caixas eletrônicos, área de alimentação, hospedagem, estacionamento de carros e ônibus e um espaço para que os consumidores guardem as compras (locker/container). A entrega está prevista para julho de 2019.

O plano de desenvolvimento do sítio aeroportuário prevê também a construção de hotel, galpões logísticos, hangares de manutenção, área para negócios do segmento de educação. De acordo com a ABV, há um contrato assinado com a Azul Linhas Aéreas Brasileiras para a construção de um hangar de manutenção das aeronaves da companhia. O projeto terá investimento de R$ 100 milhões. A concessionária negocia a implantação de um hotel ao lado do terminal de passageiros e também com o Correios para que o aeroporto abrigue um hub (centro de distribuição) logístico da empresa estatal. O antigo terminal de passageiros também entra no plano e será focado para a área de logística.
O gerente de Negócios Imobiliários de Viracopos, César Gomes Santos, afirmou que o empreendimento está dentro do conceito de desenvolvimento imobiliário que prevê diversos usos para o sítio aeroportuário. “No projeto que traçamos para o aeroporto, já tínhamos concebido a instalação de um shopping center. Hoje (ontem), assinamos o contrato com a Incorp, que será a empresa responsável pelo desenvolvimento do projeto. A companhia fará o investimento, que contará também com a parceria da BF Capital na estruturação financeira do negócio. Também temos a participação da Aecom na elaboração do projeto”, comentou.
O executivo disse que o objetivo é tornar o aeroporto um polo receptor de público e, não apenas, um local de passagem de pessoas. “Viracopos deixará de ser apenas um local onde as pessoas passam para viajar. Ele passará também a ser destino. O terreno que vai abrigar o centro atacadista tem 120 mil metros quadrados e fica próximo à Rodovia Santos Dumont. Serão 200 lojas e uma área de serviços. A Área Brutal Locável (ABL) será de 40 mil metros quadrados”, apontou o gerente, que informou a previsão de um terminal para ônibus no local. O estacionamento de veículos terá 1,5 mil vagas.
Santos explicou que, a partir da assinatura do contrato e do aval da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a empresa incorporadora terá 24 meses para entregar o empreendimento. Ele esclareceu que o aeroporto é uma concessão e não é permitida a venda de áreas. “Nós vamos alugar a área. O aeroporto irá receber um valor de aluguel e também um percentual sobre o faturamento. A Incorp irá locar os espaços no shopping atacadista”, disse.
Aposta
O fundador da Incorp, Joe Lago, afirmou que o empreendimento vai atender o pequeno e médio varejista que hoje percorre longas distâncias para buscar produtos em centros de compras como São Paulo e Maringá. “O mix de lojas terá moda masculina, feminina, cama, mesa, banho, acessórios, calçados e outros produtos.
Atualmente, os pequenos e médios comerciantes do País percorrem longas distâncias de ônibus para comprar em cidades como São Paulo. O empreendimento tem um grande potencial ao aliar uma localização privilegiada, a opção dos clientes de se deslocarem de avião e um mix qualificado de lojas”, comentou, apontando as vantagens competitivas do futuro centro.
O empreendedor ressaltou que o empreendimento terá, além da área de compras, um setor de serviços. “Teremos uma área construída de 70 mil metros quadrados”, disse. Ele comentou que as lojas serão de fábrica com perfil para atender os pequenos e médios empresários. “Temos fabricantes em diferentes polos do País com produtos para atender a demanda do público que virá para o centro atacadista”, apontou. Segundo Lago, a estimativa é que o shopping irá gerar 4 mil empregos diretos.
Dados estratégicos, como a estimativa de fluxo de público, não foram divulgados. Mas ele destacou que o fato de a Azul ter voos que atendem mais de 100 destinos a partir de Campinas, principalmente as cidades do Interior do Brasil, é uma vantagem de Viracopos. Lago também salientou que, mais um ponto positivo, é o conjunto de rodovias da região que facilita a chegada no aeroporto.
O empresário comentou que o consumidor de varejo também será atendido no empreendimento. “O público primário é o varejista, ou seja, o pequeno e médio comerciante que compra para revender na sua loja. Mas pretendemos adotar o modelo de atacarejo com preço diferenciado entre atacado e varejo”, disse. Lago informou que a Bsur, agência holandesa de branding, será a responsável pela criação da marca do empreendimento. A Incorp fará desde a concepção do projeto até a administração. A construção será realizada por outra empresa que será escolhida pelos empreendedores.
SAIBA MAIS
O projeto do Centro Atacadista de Moda (CAM Viracopos) prevê a oferta de lojas de 45 metros quadrados até 205 metros quadrados.

 

Fonte: Adriana Leite, http://correio.rac.com.br/_conteudo/2017/05/campinas_e_rmc/478529-viracopos-tera-centro-atacadista-de-moda.html

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s