Disruption! What’s?

Como estabelecer-se num mercado em que o consumo consciente, o empoderamento do indivíduo e a transparência nas relações imperam como as novas regras de mercado?

O consumidor evoluiu, e a transformação é profunda.

E nós, profissionais de marketing e vendas?

Para facilitar esse entendimento e o tamanho das mudanças que o mundo vem passando, precisamos, mais do que vender; entender, convencer, gerar experiências… ser mais disruptivo.

Mas o que é disrupção?

Está nos dicionários: interrupção, perturbação, transtorno, quebrar, arrebentar…

Falar de disrupção é entender como esse novo consumidor age e interage no momento da pesquisa, na compararação de preços, na efetivação da compra.

Daí vem um provocante agente nessa nova relação, a tal da rede social.

Sabemos que a decisão de compra não está mais sob a influência da publicidade tradicional, as redes sociais são mais que disruptivas, elas mudaram conceitos de compras e, cada vez mais, as empresas postam seus produtos e serviços nessas redes. E não devem deixar de atuar também em canais de mensagens online, como o WhatsApp, garantindo assim a efetivação nas vendas.

Hoje, pensar online, vem de encontro com o novo comportamento de consumo, que não espera e não tem tempo a perder. E, neste cenário, as marcas também não podem perder tempo. Se elas aguardarem para mandar seus produtos e inovações para o mercado, ficam totalmente fora do radar. Por essa razão, tudo é pensando para ser transacionado, negociado ou vendido de forma online. E não importa o tipo de produto ou serviço, de avião a agrião.

A maior prova disso é que, hoje, esse novo comportamento é determinante na indústria, na criatividade, na logística. Realmente estabelece a velocidade dos negócios.

O comércio eletrônico deve estar integrado com a sua rede social, principalmente se você está navegando pelas redes de consumo rápido. Além disso, esteja atento aos influenciadores digitais – youtubers, blogueiros e outros que devem estar surgindo neste exato momento, em qualquer lugar do planeta –, que formam as opiniões daqueles que serão os seus consumidores no próximo minuto.

O Google fez uma grande pesquisa e concluiu que a internet mudou a decisão da compra do ponto de venda para a rede:

  • 62% dos consumidores consultam informações online antes de fazer uma compra. Eles procuram indicações em sites de buscas e nas redes sociais.
  • Nesse universo, 32% dos consumidores conversam ou compartilham informações antes de comprar.
  • 83% dos usuários que buscaram informações na internet confiavam na opinião dos usuários da rede para as compras, com uma procura de quatro a sete opiniões.

E o detalhe, esta pesquisa é de 5 anos atrás, imagine hoje.

Inovação é o segredo de uma ideia disruptiva, e não espere que ela venha de um CEO, CFO, CCO ou CQQ.

Seu time deve estar preparado para as ideias disruptivas.

Bem-vindo à era em que o agora já aconteceu e o depois… Bem, o depois já era.

FONTE: ADVB /

Beto Marques – Sócio-diretor de criação da Gorilla Comunicação e VP de Comunicação da ADVB.
betomarques@gorilla.ag

http://www.advb.org/2017/05/05/disruption-whats/?utm_campaign=News&utm_content=Disruption%21+What%E2%80%99s%3F+-+ADVB+%281%29&utm_medium=email&utm_source=EmailMarketing&utm_term=Os+mais+lidos+do+m%C3%AAs%21

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s