O novo turismo com luxo que já impõe mudanças em Cuba

Mesmo que as viagens aéreas não tenham decolado com tanta força como se esperava, enquanto os cruzeiros estão sendo o maior destaque desta leva turística, fato é que a onda americana já impõe mudanças no formato turístico de Cuba.

A Agência Reuters está informando que os hotéis de luxo estão surgindo em cena, mesmo com a possível reversão da era Obama para a administração Trump. Hoje foi a inauguração do Gran Hotel Manzana, o nome Kempinsk na ilha.

O Grant Manzana é um dos três novos hotéis de luxo que emoldura  o Paseo de Prado. ‘Acreditamos que o mercado cubano está pronto para um verdadeiro cinco estrelas, um hotel de luxo e referência’, assinalou o diretor de operações da companhia e diretor geral do Gran Manzana Kempinski La Habana, Xavier Destribats.

O hotel de Havana marca tambem o retorno da rede alemã sediada na Suiça ao mercado das Américas. Há alguns anos, o projeto da Kempinski era a abertura de um cinco estrelas em São Paulo, projeto este que foi abandonado. Depois de Havana, outras regiões do Caribe estão sendo estudadas pela rede, como a Republica Dominicana, o chamado ‘destino da moda’ caribenho.

As redes  Iberostar e  Accor também aceleram seus novos empreendimentos em Havana, abrindo  expectativas para os futuros visitantes com cerca de 2 mil novos leitos na capital cubana.

O ministro do Turismo, Manuel Marrero, indica que os visitantes deverão passar dos quatro milhões neste ano, possivelmente em torno de 4,2 milhões.

Alessandro Benedetti, diretor de marketing da Kempinski, assinala sobre a possibilidade de que o novo hotel possa ter menos americanos: “Esperamos que o comércio e as restrições de viagem facilitadas pelo governo Obama não sejam  desautorizadas pelo atual governo dos EUA. Isso não seria favorável para qualquer tipo de negócios ligados ao turismo, como operadores de cruzeiros, companhias aéreas ou cadeias hoteleiras “, comentou.

As visitas dos americanos aumentaram 74% desde que foram reatadas as relações entre os governos de Havana e Washington. E a maioria está sendo de turistas com bom poder aquisitivo.

Francisco Camps, o vice-gerente geral da Meliá Hotels International  em Cuba, a rede internacional que tem o maior numero de empreendimentos na ilha, confirma que dois novos empreendimentos deverão ser lançados nos próximos meses.  E serão dentro da linha de alto padrão, como reconhece o diretor de desenvolvimento da Hyatt, que também está chegando à ilha..

David Tarr afirma que: “estamos muito interessados ​​em Cuba como um destino para nossos clientes e  convidados. Os nossos clientes querem visitar Cuba, e é por isso que estamos aqui “.

 

Fonte: Antônio Euryco, http://www.travel3.com.br/noticia.php?o-novo-turismo-com-luxo-que-ja-impoe-mudancas–em-cuba-15082

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s