Elephant Parade: a arte que combate a violência aos animais

Elephant Parade: a arte que combate a violência aos animaisElephant Parade Dana Point, California (Foto: divulgação)

A exposição ao ar livre Elephant Parade, que durará dois meses
(junho a setembro) em São Paulo, já é uma das mais importantes do mundo
e busca conscientizar as pessoas sobre a preservação dos elefantes

REDAÇÃO DO DIÁRIO –

A Elephant Parade, que já passou por muitas cidades no mundo todo, chega à cidade de São Paulo. Com 85 esculturas feitas por artistas locais, o conceito da exposição ao ar livre persiste em espalhar as obras por lugares importantes da capital.

Os elefantes são feitos no tamanho de um bebê da espécie e ao final de cada exposição, eles são leiloados e a quantia é dividida entre a filantropia local, projetos de preservação de elefantes e aos artistas que participaram da criação.

A mostra tem duração de junho a setembro deste ano.

História

O projeto começou em 2006 com a empreitada de Marc e Mike Spits, pai e filho, respectivamente, que em meio à uma comoção com o caso de um elefante que cuidaram, o Mosha, decidiram criar um modo de ajudar a espécie.

Em 2007, a Elephant Parade realizou sua primeira exposição a céu aberto que aconteceu na cidade de Roterdã, na Holanda.

Elephant Parade Florianópolis 2015, Santa Catarina (Foto: divulgação)

Elephant Parade Florianópolis 2015, Santa Catarina (Foto: divulgação)

Filosofia “tornar o mundo mais feliz”

Dessa forma, com um pouco mais de 10 anos de existência, os focos do programa continuaram os mesmos, trazendo a arte como aliada contra os maus-tratos a esses animais e à busca de sensibilizar a necessidade de preservação dos elefantes.

Dados

Segundo a própria iniciativa, 15 elefantes são mortos a cada minuto, chegando a um total anual de 33 mil animais da espécie. Têm-se a informação de que o habitat destes foi reduzido em 95% no continente asiático e a população diminuiu 70% na mesma região.

Ainda de maneira assustadora, se concluiu que se o panorama continuar dessa forma, os elefantes serão extintos aproximadamente em 30 anos.

Elephant Parade Bangcoc, Tailândia (Foto: divulgação)

Elephant Parade Bangcoc, Tailândia (Foto: divulgação)

Apoio

A Elephant Parade também ajuda em alguns empreendimentos que cuidam e ajudam na preservação. Confira quais são:

  • Friends of the Asia (FAE) – Tailândia
  • Elephantasia – Laos
  • Maras Nacional Park – Índia
  • Indo-Myanmar Conservation (IMC) – Myanmar
  • Myanmar Timber Enterprise (MTE) – Myanmar
  • Project Salah (Malásia)
  • Wildlife and Nature conservation trust – Índia
  • Department of Zoology – índia
  • Veterinary Society for Sumatran Wildlife Conservation
  • Elephant Conservation Center – Camboja

O projeto espera impactar, numa capital com 11 milhões de habitantes, uma média de seis milhões de pessoas com a arte espalhada por toda a cidade de São Paulo.

Visite o site www.elephantparade.com.br e descubra mais sobre a exposição

FONTE: DIÁRIO DO TURISMO / (Lucas Kina)

http://diariodoturismo.com.br/elephant-parade-arte-violencia-animais/

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s