De Tóquio a Sydney: os melhores bares da Ásia-Pacífico

Ano a ano a Drinks International divulga os vencedores do World’s Best Bars Awards. A renomada premiação dá a volta ao mundo apresentando os estabelecimentos mais requisitados para aqueles que buscam apreciar a alta coquetelaria.

O vencedor de 2017 foi o britânico London’s American Bar. Mas longe da terra da rainha, 14 bares da região da Ásia-Pacífico entraram na lista dos melhores do mundo. Confira na lista abaixo quem são e onde estão os bares mais renomados da Ásia:

Divulgação/Atlas Bar

Atlas (Cingapura)
Ranking: 15

Primeira vez citado na lista do Drinks International, o Atlas tem um favorito: o gim. São mais de mil rótulos oferecidos, com história e informações das marcas em seu menu. O interior em Art Deco é outra atração no bar.

Speak Low (Xangai, China)
Ranking: 10

Speakeasy é um estilo de bar discreto, que remete à época que bebidas alcoólicas eram banidas nos Estados Unidos. Em seu nome já é dado o recado: fale baixo. O discretíssimo Speak Low ocupa o segundo e terceiro andares do Ocho Bar Tools e se destaca por seus drinques compostos por chá.

High Five (Tóquio, Japão)
Ranking: 13

O High Five se utiliza de drinques clássicos para fazer uma releitura nipônica sob os comandos de Hidetsugu Ueno e Kaori Kurakami. Além da qualidade das bebidas oferecidas, a maneira e os métodos empregados pelos bartenders são um show à parte.

Divulgação/Regent Singapore

Manhattan (Cingapura)
Ranking: 17

Localizado no lobby do hotel Regent Singapore, no distrito de Tanglin, o Manhattan já entrega no nome suas inspirações. Como um tradicional American Bar, com mobiliário de couro e uma decoração “sisuda”, o bar é o local perfeito para um drinque clássico.

Black Pearl (Melbourne, Austrália)
Ranking: 22

Atrás dos balcões do Black Pearl, comandam a produção dos drinques os bartenders Chris Hysted-Adams e Nathan Beasley. Ambos já foram considerados os melhores coqueteleiros da Austrália no passado. São dois espaços com ar típico de pub – o segundo é uma espécie de sótão, aberto de quinta a sábado.

Divulgação/Operation Dagger

Operation Dagger

Operation Dagger

Operation Dagger (Cingapura)
Ranking: 24

As peculiaridades do Operation Dagger começam na localização, no porão de um prédio sem nenhuma sinalização ou descrição. Seu viés exótico surge mesmo no menu, em drinques compostos por ingredientes como tutano, repolho vermelho fermentado e queijo de cabra.

28 Hongkong Street (Cingapura)
Ranking: 25

Não se engane, apesar do nome o 28 HKS fica em Cingapura. Já parte da história do país, o bar oferece drinques clássicos (com algumas pequenas reinvenções) em um ambiente sonorizado por muito jazz e hip-hop.

Indulgence Experimental Bistro (Taipé, Taiwan)
Ranking: 28

Aki Wang é quem comanda a casa. Em seu currículo, três títulos de melhor mixologista do mundo. Se isso não for o bastante para lhe chamar a atenção, visite o Indulgence pela sua mistura de clássicos com ingredientes locais, como o Vermute com infusão de chá oolong.

Tippling Club (Cingapura)
Ranking: 31

O Tippling Club divide sua atenção entre o bar e o restaurante, ambos altamente conceituados. Chefiado pelo mixologista Joe Schofield, o bar apresenta um menu sensorial, que promete ativar sua memória com o uso de aromas.

Facebook/Bar Benfiddich

Bar Benfiddich

Bar Benfiddich

Bar Benfiddich (Tóquio, Japão)
Ranking 36

As ervas utilizadas nas misturas de Hiroyasu Kayama são colhidas pelo próprio, em uma produção que possui na casa que morou durante a infância, ao norte de Tóquio. Com elas em mãos, Kayama se diverte criando twists de drinques clássicos.

Quinary (Hong Kong)
Ranking: 40

O Quinary pretende ser um bar para todos os gostos, por isso, as receitas clássicas estarão lá em seu menu. Mas além disso, há criações um tanto quanto inusitadas, como o Prey, drinque servido em uma sacola de papel. São 40 opções no menu do bar, chances grandes de pelo menos uma receita lhe agradar.

The Baxter Inn (Sydney, Austrália)
Ranking: 45

Escondido em um beco em desuso, o Baxter Inn tem uma decoração que leva seus clientes à Boston do século 19. Como especialidade do bar está o uísque. Mas mais que isso, o local também oferece drinques, com o manuseio das frutas (quando necessário) direto no balcão.

Divulgação/Native Bar

Nativa

Nativa

Nativa (Cingapura)
Ranking: 47

Novo na rica cena da coquetelaria de Cingapura, o Nativa explora ingredientes tradicionais de diversas localidades da Ásia. A criatividade é a arma do bar, como por exemplo no drinque Antz, com iogurte de coco, rum tailandês de cana e folha de manjericão liofilizada com formigas.

Lobster Bar (Hong Kong)
Ranking: 49

Um dos bares mais clássicos da lista, o Lobster Bar apresenta um menu com o tema “passado, presente e futuro”. A criatividade da carta de drinques está em seu lado “futuro”, com criações como o Therapy, que envolve uísque, manga e vetiver (um tipo de grama).

*Fonte: Business Traveller

conteúdo original: http://bit.ly/2yYxF32

 FONTE : PANROTAS / Renato Machado

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s