Peru aposta em turismo religioso, histórico e arqueológico

 

Fachadas coloridas, em estilo colonial, embelezam a Plaza de Armas, no Centro Histórico de Trujillo. Foto: Divulgação/Promperú

Dando continuidade às ações de promoção do turismo do Peru mundo afora e atenta ao potencial do Brasil em enviar visitantes para conhecer novos segmentos e destinos peruanos em 2018, a Promperú (Comissão de Promoção do Peru para a Exportação e o Turismo) tem promovido roteiros e atrativos de turismo religioso, especialmente das cidades de Lima, capital do Peru, Puerto Maldonado (região de Madre de Dios) e Trujillo (região de La Libertad).

O Hub da região que foi berço dessas antigas civilizações, Trujillo tem preservada em seu centro histórico uma herança deixada pelos espanhóis. O local concentra igrejas, casarões, praças e atrativos impressionantes, como a Plaza de Armas, a Catedral e outros, onde é possível conhecer os principais atrativos em um dia de visita.

A cidade de Trujillo, por exemplo, abriga em suas ruas uma série de igrejas pertencentes a diferentes congregações, entre as quais se destacam o Mosteiro el Carmen, as igrejas de Belém, San Agustín, San Francisco e Santo Domingo, que apresentam inestimáveis mostras de arquitetura e arte religiosa. Além disso, também é uma cidade com fortes características coloniais e republicanas, que podem ser vistas nos casarões erguidos no centro da cidade, como o Palácio Iturregui, a casa Ganoza Chopitea ou Ramírez y Laredo, a Casa da Emancipação ou de Madalengoitia, a Casa Calonge ou Casa Urquiaga,e o Centro Cultural de Trujillo, alguns dos quais adaptaram museus de diversos temas.

Há também as Huacas del Sol y de la Luna (a oito km ao sul da cidade de Trujillo). A Huaca del Sol é a maior, diz-se que foi construída por 250 mil homens, utilizando 70 milhões de adobes em apenas três dias. A Huaca de la Luna é composta de templos sobrepostos construídos em diferentes épocas. É possível ver em suas paredes as diferentes representações policromáticas nas quais se destaca o Deus Ai-Apaec, o chamado “El Degollador”, personagem com características felinas.

Já o complexo arqueológico El Brujo está localizado no Valle Chicama, a 60 km ao norte de Trujillo (aproximadamente 1 hora e 20 minutos de carro). É composto por três edificações que são a Huaca Prieta, Huaca Cao e Huaca Cortada. Em 2006, foi descoberto o túmulo onde foi enterrada uma mulher da nobreza Moche em perfeito estado de conservação, chamada “Senhora de Cao”, que se presume ter governado o vale há 1.700 anos.

 

Fonte: André Montanaro, http://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/destinos/peru-aposta-em-turismo-religioso-historico-e-arqueologico/

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s