Três destinos, três oportunidades de conhecer o Brasil

O que Amajari (RR), São Bento do Sul (SC) e Petrópolis (RJ) têm em comum? A resposta é que além de abrigarem atrativos turísticos que merecem ser visitados elas também são as cidades de origem dos alunos do canal Brasil Braços Abertos, premiados pelo Ministério do Turismo com viagens para o Rio de Janeiro. A Agência de Notícias do Turismo pediu uma mãozinha a Leda Rocha, Norton Carneiro e Jonny Schwetler para mostrar esses lugares que representam a diversidade do turismo brasileiro.

14 02 18 NO Roraima0131
Crédito: Embratur

Por força do ofício, Norton, que é condutor de atrativos naturais em Amajari, conhece como a palma da mão a serra do Tepequém, um dos mais importantes destinos turísticos de Roraima. Localizada no norte do estado, distante 210 km da capital Boa Vista, o local tem como atrativo mais visitado o Platô, com 1.110 m de altitude, de onde se avista a fronteira com a Venezuela. Repleta de trilhas, cachoeiras – como a do Paiva, Barata e Funil -, além das corredeiras do Cabo Sobral, a região é point regional nos segmentos de ecoturismo e aventura.

Norton conta que depois do fechamento do garimpo de diamantes no Tepequém, em 1998, a comunidade teve que buscar outras alternativas de geração de renda. O turismo foi a saída. “Hoje a história é outra, a comunidade está inserida no desenvolvimento, alguns já têm até sua própria pousada e o fluxo turístico só aumenta”, conta. O rapel, caminhadas, mountain bike e observação de pássaros (birdwatching) são algumas das ofertas deste cenário amazônico. Com “muita” sorte dá para avistar o galo-da-serra, espécie que é considerada uma das mais bonitas do país.

Saindo da região Norte para a Sul, chegamos a São Bento do Sul, em Santa Catarina, onde Jonny trabalha na Fundação de Cultura e faz as vezes de guia de turismo no museu local. A cidade mantém traços culturais herdados dos colonizadores europeus que ali chegaram no século XIX. O estilo teuto-brasileiro está presente em vários prédios, principalmente no centro-histórico. No roteiro cultural Estrada Dona Francisca é possível apreciar construções em estilo enxaimel e teuto-brasileiro, bem como ranchos, estrebarias e equipamentos da época da colonização.

14 02 18 bento sul SC foto prefeitura
Crédito: Prefeitura de São Bento do Sul (SC)

O roteiro do Vale Perdido, com parques naturais, recantos, além do Morro da Igreja – com 842 metros de altitude – e o Circuito das Araucárias de cicloturismo representam a vocação local para o turismo rural e de aventura. São Bento do Sul oferece ainda um roteiro ferroviário de 45 km por paisagens da Mata Atlântica a bordo de uma Maria Fumaça que parte do município vizinho de Rio Negrinho. Quem visita a cidade tem a oportunidade de experimentar pratos típicos alemães (eisbein, kassler, repolho azedo, purê de batatas e café colonial) e poloneses (pirogui, alusqui, pernil e chucrute com costelinha). Destacam-se, ainda, as bolachas pintadas a mão, o chocolate tradicional e os embutidos, bons também para presentear.

Leda é quem fará a viagem mais curta até chegar ao destino do prêmio do Brasil Braços Abertos – Região dos Lagos – a menos de 200 km de Petrópolis, onde mora. “Petrópolis é muito agradável. Tem um clima ameno, bem diferente da cidade do Rio de Janeiro, e é muito procurada principalmente pelo seu título de Cidade Imperial. Eu particularmente gosto muito de andar pelas praças da cidade, tirar fotos do patrimônio histórico, ir à Rua Teresa e passar um tempo nos jardins do Museu Imperial”.

14 02 18 SE Petropolis embratur
Crédito: Embratur

A cidade da serra fluminense é cheia de prédios históricos. Os museus Imperial e de Cera, a Casa Santos Dumont, a Catedral de Petrópolis, além dos palácios Rio Negro, Quitandinha e de Cristal são apenas alguns deles.  Petrópolis tem atrativos para todos os gostos. No ecoturismo/aventura a pedida é o Parque Nacional da Serra dos Órgãos que abrange vários municípios serranos e abriga rica flora e fauna da Mata Atlântica. Tem áreas próprias para banho de cachoeira, caminhadas, trekking e um programa imperdível para os aventureiros que é travessia de três dias para a vizinha Teresópolis. Para quem deseja, além de passear, levar lembranças da viagem, o endereço é a Rua Teresa. Trata-se de um polo de moda que colocou a cidade no circuito de revendedores de vários pontos do país.

 

Fonte: http://www.turismo.gov.br/%C3%BAltimas-not%C3%ADcias/10735-tr%C3%AAs-destinos,-tr%C3%AAs-oportunidades-de-conhecer-o-brasil.html

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s