10 praias que comprovam a diversidade da América do Sul

Somando as saídas para os oceanos Pacífico e Atlântico e para o Mar do Caribe, a América do Sul possui mais de 31 mil quilômetros de litoral. Extensão suficiente para que os cenários se diferenciem uns dos outros com certa frequência – levando em conta tanto as geografias da região quanto a cultura local. Nesta lista, que não contém o litoral brasileiro, o Portal PANROTAS selecionou dez praias que demonstram o quão diversas são as ofertas nos demais países sul-americanos, com propostas hoteleiras e de serviços que abrangem os mais variados perfis de viajantes.

Cabo Polonio, Uruguai

Flickr/Nico Pereira Paez

De cara, um local para aqueles que buscam tranquilidade e distância da badalação característica dos grandes destinos praianos. Cabo Polonio é um pequeno vilarejo de pescadores localizado a 260 quilômetros da capital uruguaia, Montevidéu, onde energia elétrica, água corrente e ruas asfaltadas não são realidade. A praia fica em uma área protegida, com circulação de veículos controlada, e, por isso, seu acesso deve ser feito por meio de caminhões autorizados.

Iquique, Chile

Flickr/Carlos Varela

Um oásis em meio ao deserto chileno. Essa é uma das possíveis descrições de Iquique, cidade do extremo norte do Chile que se desenvolveu em meio à extração de nitrato. Não só de minério é feita a região, que hospeda praias próprias para banho, como a estruturada Praia Cavancha, que na alta temporada atrai muitos praticantes de esportes aquáticos.

Máncora, Peru

Flickr/Al Cortés

Assim como Cabo Polonio, Máncora também é um vilarejo de pescadores – mas as semelhanças acabam por aí. A cidade peruana tem estrutura para receber viajantes mais exigentes, com boa oferta de pousadas, restaurantes e até mesmo de vida noturna. Ao norte do Peru, a cidadezinha fica localizada a 80 quilômetros do aeroporto de Talara e é cortada pela rodovia Panamericana, que atravessa a América de ponta a ponta.

Mar del Plata, Argentina

Flickr/Juan Enrique Gilardi

A “pérola do Atlântico” não é necessariamente um destino para quem quer colocar o pé na areia e curtir um dia de praia – o que é completamente possível, que fique claro. Mas quem visita Mar del Plata, a 415 quilômetros de Buenos Aires, em geral está em busca da estrutura que uma cidade de 600 mil habitantes pode oferecer e, principalmente, disposto a curtir a intensa vida noturna do local.

Montañita, Equador

Flickr/Gabriel Argudo Jr

Ano a ano, a cada alta temporada, Montañita atrai mochileiros de todos os cantos da América do Sul em busca do destino que une praia, diversão e preços baixos. A 170 quilômetros de Guayaquil, o balneário, que possui mil habitantes e poucas ruas no centro, é tão festeiro que recebeu o apelido de “Ibiza do Equador”.

Paracas, Peru

Flickr/L Balois

Distante 250 quilômetros da capital Lima, a Reserva Nacional de Paracas reúne cenários deslumbrantes, como falésias que tem o Pacífico a seus pés. Assim como Máncora, a cidade de Paracas também é servida pela rodovia Panamericana. Para conhecer o parque, o aconselhável é realizar um dos passeios de um dia ofertados por empresas da região.

Puerto Madryn, Argentina

Flickr/Kimon Berlin

Amantes da vida selvagem certamente se interessarão pelo Puerto Madryn. Localizada na Patagônia argentina, o local é a casa de diversas espécies, motivo suficiente para atrair milhares de turistas durante todo o ano. Em passeios ao local, é possível navegar em busca de baleias franca austral, fazer mergulhos e avistar leões-marinhos e ainda caminhar ao lado de pinguins em Punta Tombo.

Punta del Este, Uruguai

Flickr/Marcelo Campi

Um dos destinos favoritos dos endinheirados sul-americanos, Punta del Este oferece tudo o que o turista acostumado com os serviços em grandes cidades da Europa e Estados Unidos possa esperar. Além das avenidas bem estruturadas, grandes cassinos e suntuosos hotéis, em Punta a praia também é uma pedida, especialmente nas famosas Playa Brava e Playa Mansa.

Santa Marta, Colômbia

Flickr/Jorge Díaz

Quem disse que a América do Sul não tem um quê de Caribe? No encontro da montanhosa Serra Nevada e o mar do Caribe, ao norte da Colômbia, Santa Marta tem cenários espetaculares em suas praias com água azul cristalina. Cidade mais antiga da Colômbia, lá também é possível realizar uma trilha que liga o litoral à Ciudad Perdida, sítio arqueológico da tribo Tayrona.

Viña del Mar, Chile

Flickr/Leandro Kibisz

Uma das queridinhas dos chilenos durante a alta temporada de verão, Viña del Mar se consolidou dada sua proximidade de Santiago. Os 120 quilômetros que a separam da capital podem ser facilmente realizados de carro ou ônibus. Extremamente organizada, Viña del Mar ganha pontos pelos serviços na cidade e também pelas belas praias que possui – só não espere dar braçadas e relaxar no mar, já que a cidade é banhada pelo gélido Pacífico.

FONTE: PANROTAS / Renato Machado

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s