Dia Nacional da Pessoa com Deficiência em Parques e Atrações recebe 15 mil convidados em todo o País durante uma semana de diversão e inclusão


Logo DNPD

Iniciativa do SINDEPAT com o apoio da Adibra celebrou sua 10ª edição com a participação de 22 empreendimentos e 150 instituições e ONGs espalhadas pelo Brasil

Quinze mil pessoas, convidadas por 150 instituições e ONGs, participaram do Dia Nacional da Pessoa com Deficiência, que ganhou parques e atrações de todo o País ao longo na semana de 2 a 6 de dezembro. A iniciativa do SINDEPAT (Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas) com o apoio da Adibra (Associação dos Parques de Diversões do Brasil) celebra o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, data global estabelecida pela ONU para 3 de dezembro.

Por aqui, a ocasião contou com uma semana inteira de diversão e, também, de visibilidade para a importância da inclusão ao receber milhares de pessoas com deficiência para vivenciar parques e atrações. Foi também uma oportunidade de preparar ainda mais os empreendimentos para a visita de pessoas com variados tipos de deficiência.

“Muitos vêm pela primeira vez. Às vezes, elas têm algum bloqueio, receio de frequentar, e a gente chama e diz que os parques estão preparados para recebê-las”, afirma Marcelo Camargo, gerente ´de Marketing do Magic City, de Suzano (SP). Ele destaca a importância da iniciativa para os estabelecimentos. “É também um momento para fazer uma reflexão dos serviços, de ver o que a gente pode aprimorar para trazer melhorias para eles”, diz.

Respeito e autonomia

Dirce Nowak Vettori, da APAE de Camboriú (SC), que esteve pela segunda vez no Parque Unipraias, de Balneário Camboriú, relata o efeito positivo sobre os visitantes. “Eles se sentem respeitados em seus direitos e trabalham a autonomia. É curioso ver que alguns se desprendem do grupo e exploram o parque sozinhos. Nós os deixamos livres, uma vez que aqui é muito seguro e os profissionais, atentos “. Evódio João de Souza, diretor do parque, reforça. “Este é realmente um dia muito especial para nós”, afirma, lembrando que é preciso estrutura diferenciada, pois cada deficiência tem sua particularidade. Também, segundo ele, é fundamental o envolvimento dos colaboradores.

“Ver essas imagens da natureza e estar em contato com ela é muito especial para nós, pessoas com transtornos mentais”, conta Isabela de Oliveira, de 34 anos, que é autista e voltou ao Bondinho Pão de Açúcar depois de 24 anos. Para ela, o contato com a natureza foi um dos pontos mais agradáveis do passeio. Pintora, disse que pretende reproduzir futuramente a paisagem. “Costumo tirar fotos dos lugares que visito, principalmente de paisagens, para tentar pintá-los depois, usando a minha técnica”.

Mensagem de inclusão

Para Willian Barbosa, da ACAAUT, de Curitiba, que esteve no Beto Carrero World, de Penha (SC), a iniciativa é maravilhosa e passa uma mensagem importante para a sociedade e para as pessoas com deficiência, de que elas não precisam se isolar. Mesma opinião tem Jeannine Maier, da Amae da capital paranaense, que também esteve no Beto Carrero. “É importante esse direito à acessibilidade para mostrar para todas as famílias que elas podem vir, que os parques estão preparados”, disse. O Beto Carrero World recebeu mais de duas mil pessoas de 20 instituições.

Renata de Oliveira, mãe do George Costa, autista, esteve com o filho no Beach Park, em Aquiraz (CE). “É incrível ver a felicidade e o conforto que nós estamos tendo aqui, um local que acolhe o autista com suas demandas e limitações”, contou. “Temos todo o cuidado em fazer o treinamento dos colaboradores. Mas nada substitui essa interação e essa vivência com as crianças”, afirmou Ícaro Florêncio, supervisor do Beach Park, que já adotou um sistema de pulseirinhas para identificar crianças autistas.

Hello Kitty e coral

Já o Parque da Mônica optou por receber cerca de 400 convidados junto com o público diário do parque, uma forma que o empreendimento entendeu de estimular a inclusão dos convidados junto a outros visitantes. Quatrocentos convidados de cinco entidades de Ribeirão Preto e região também foi o número dos que estiveram no Barretos Country, de Barretos (SP).

No Aldeia das Águas, em Barra do Piraí (RJ), centenas de visitantes eram da Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) da região. APAEs de quatro cidades estiveram no Unipraias, de Balneário Camboriú (SC), que contou com quase mil visitantes de dez instituições. Os números foram os mesmos do Blue Park, de Foz do Iguaçu (PR), que também recebeu mil convidados de uma dezena de entidades.

A Hello Kitty, da Sanrio, foi a madrinha do evento no Hot Beach, de Olímpia. Diversos parques também convidaram influenciadores digitais, que puderam espalhar a causa da inclusão por todo o País. Até a neve esteve na festa. O Snowland, de Gramado (RS), recebeu integrantes de entidades de três cidades, Canela, Gramado e Erechim.

No Hot Park, de Rio Quente (GO), foram quatro mil convidados, enquanto no Wet’n Wild (SP) três mil pessoas de 40 instituições aproveitaram a festa.  No AquaRio, Aquário Marinho do Rio, teve palestra com Marcos Lima, do Blog Histórias de Cego, que é deficiente visual, e também uma apresentação do Coral do Instituto Benjamin Constant, formado por deficientes visuais.

No total, 22 empreendimentos associados ao SINDEPAT, participaram da iniciativa em todo o País.


Fonte: Fabiola Bemfeito
Contato:  fabemfeito@attomarketing.com

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s