Arquipélago da Madeira: um paraíso no Oceano Atlântico

Com cenários que reúnem impressionantes obras da natureza, o Arquipélago da Madeira é um refúgio localizado em meio à imensidão do Oceano Atlântico. De origem vulcânica, sua posição geográfica privilegiada proporciona um clima ameno o ano inteiro, perfeito para desfrutar o que suas ilhas têm de melhor, como as paisagens montanhosas, o mar com temperatura agradável e as atrações que convidam seus visitantes a uma experiência inesquecível.

Considerado o melhor destino insular do mundo, é formado por um conjunto de ilhas que pertencem a Portugal, sendo as principais e únicas povoadas a Ilha da Madeira e Porto Santo, que somam 270 mil habitantes. Desertas e Selvagens são reservas naturais desabitadas, mas abertas para visitas guiadas.

A Madeira é a maior e principal ilha do arquipélago. Possui uma infraestrutura hoteleira impecável, sendo a maioria empreendimentos cinco estrelas, restaurantes premiados e ainda atrativos que valem a visita. Sua capital, Funchal, tem ares cosmopolitas que se misturam à história e cultura local. Um exemplo disso é a Zona Velha, que surpreende com o melhor da vida noturna por entre os edifícios históricos e portas que são obras de arte. A bordo do teleférico, os turistas se encantam com a vista espetacular para o oceano e para as montanhas cobertas pela vegetação exuberante durante os 20 minutos de viagem até Monte, parte alta da cidade. A melhor maneira de voltar é com o tradicional e divertido carro de cesto, um típico transporte madeirense que proporciona muita adrenalina em uma descida de cerca de dez minutos até Livramento, metade do percurso para o centro da cidade.

Outro atributo da ilha é a impressionante Floresta Laurissilva. Reconhecida pela UNESCO como Patrimônio Natural da Humanidade, é exclusiva da Macaronésia e conta com árvores de grande porte e densa vegetação subtropical, formando panoramas cheios de cor e movimento. Aproximadamente dois terços da ilha são protegidos pelo Parque Natural da Madeira, criado em 1982 e classificado como Reserva Biogenética, já que abriga flora e fauna única.

Essa exuberante paisagem natural é o ambiente ideal para estar ao ar livre e aproveitar as piscinas naturais e mirantes, ou praticar atividades radicais como canyoning, rapel, mountain biking, parapente e surfe. Seja em terra, água ou ar, o que não faltam são opções para todos os gostos, distribuídas em lugares como Porto Moniz, Seixal, São Vicente, Câmara de Lobos, entre outros. Além disso, é imperdível caminhar por uma das inúmeras levadas, canais de irrigação que chegam a 1.400 quilômetros e que foram construídos para trazer grandes quantidades de água do norte da ilha para o lado sul.

A gastronomia madeirense é um encanto à parte. Por ser um destino insular, sua base são frutos do mar, como as lapas – um tipo de molusco local – e peixes, como o espada-preto. Outro prato delicioso é a “Espetada”, churrasco de carne bovina que sempre é acompanhado de milho frito e de Bolo-do-Caco com manteiga de alho. Não deixe de provar a poncha, uma bebida típica feita com aguardente de cana, limão e açúcar.

     

O destino também é muito buscado pelos amantes do vinho. A premiada bebida da Madeira é servida como aperitivo ou como digestivo e seus aromas deliciosos já conquistaram adeptos em todo o mundo. É um vinho fortificado com mais de cinco séculos de existência, produzido nas encostas e adegas da Ilha da Madeira.

É na capital que também se pode conhecer a fundo os costumes da Madeira. O bordado típico é uma tradição centenária de minuciosa delicadeza, usada para decoração de artigos do lar e vestuário.

A ilha também apresenta uma vasta lista de eventos culturais que acontecem durante todo o ano. Os principais são as Festas de Carnaval, a Festa da Flor, o Festival do Atlântico, a Festa do Vinho, o Festival de Colombo, o Festival da Natureza e a Festa de Fim de Ano. Essa última conta com o famoso espetáculo de fogos de artifício, já classificado como o “Maior Espetáculo Pirotécnico do Mundo”.

Não se pode deixar a região sem conhecer Porto Santo – a outra ilha habitada do arquipélago – acessível por avião ou barco. A forma mais comum é utilizar o ferry que sai pela manhã da Ilha da Madeira e retorna no fim da tarde. Seus extensos areais dourados lhe renderam o apelido de Ilha Dourada, já que percorrem praticamente toda sua costa sul e se unem ao mar azul turquesa. O clima é ideal para passar o dia todo na praia, relaxando e curtindo a vista e a areia, que tem propriedades terapêuticas comprovadas. A água do mar do Porto Santo também é usada em tratamentos de talassoterapia, devido às quantidades elevadas de estrôncio, crômio e iodo, elementos benéficos para a saúde. Vila Baleira é a única cidade e abriga a Casa-museu Cristóvão Colombo, que recria o ambiente primitivo onde o famoso descobridor da América viveu.

             

Informações gerais

Moeda: assim como no restante de Portugal, a região da Madeira utiliza o Euro como moeda corrente. É possível trocar dinheiro em bancos e casas de câmbio. Cartões de crédito internacionais são amplamente aceitos.

Fuso horário: o arquipélago está no fuso GMT +0. A diferença de horário entre o Brasil e a Madeira varia de acordo com o horário de verão de cada país.

Clima: é comum escutar que na Madeira é primavera o ano inteiro. O clima é ameno devido à sua posição geográfica privilegiada, que proporciona temperatura média anual de 19,4 oC.

Visto: brasileiros não precisam de visto para entrar em Portugal. Com um carimbo no passaporte, você pode circular por até 90 dias por toda a União Europeia, e ainda é possível renovar a permissão por mais 90 dias.

Aeroporto: a principal porta de entrada é o Aeroporto Internacional da Madeira Cristiano Ronaldo (FNC), que está a apenas 20 minutos do centro de Funchal e recebe diariamente voos nacionais e internacionais. Também é possível acessar o arquipélago pelo Aeroporto de Porto Santo.

Conexões aéreas: o arquipélago da Madeira fica a menos de 2 horas de voo de Lisboa e entre 3 e 4 horas distante das principais capitais europeias.

Conexões marítimas: frequentemente visitados por navios de cruzeiro, os portos de Funchal e Porto Santo servem de ponto de chegada e de partida desde outros destinos. As ligações diárias entre ilhas são feitas em ferryboat com duração 2h30 e permitem também o transporte de veículos.

Transportes: há serviços de táxi (www.aitram.pt) em quase todas as localidades. É possível verificar os horários e itinerários do transporte público nos seguintes sites: (www.eacl.pt), (www.horariosdofunchal.pt), (www.sam.pt) e (www.rodoeste.pt). Circular de carro é muito fácil. O destino conta com uma moderna infraestrutura rodoviária, que dá acesso a praticamente todos os pontos de interesse da ilha.

Voltagem padrão: 220V

Tipo de tomada elétrica: tipo F

Telefones úteis:

Emergência: 112

Proteção Civil: (+351) 291 700 112

Achados e Perdidos (Funchal): Tel. (+351) 291 208 200

Associação de Promoção Turística da Madeira: 291 203 420

Telefone: as três redes telefônicas de Portugal (Vodafone, MEO, Optimus) mantêm acordos de roaming com a maioria das companhias internacionais, garantindo uma boa cobertura dentro do país. Confira as condições e tarifas diretamente com a sua operadora. Além disso, o destino possui cabines de telefone públicas espalhadas pelas principais ruas das maiores localidades. Algumas apenas aceitam cartões telefônicos que podem ser adquiridos em cafés, tabacarias e nos postos de correios. Para ligar para outro país, é necessário marcar 00 seguido do código de acesso do local.

Comércio tradicional: as lojas estão abertas das 09h às 13h e das 15h às 19h, de segunda a sexta-feira. Ao sábados, funcionam das 09h às 13h. Alguns centros comerciais estão abertos todos os dias, das 10h às 22h. Os principais cartões de crédito são aceitos na maioria dos estabelecimentos comerciais, restaurantes e hotéis.

Bancos: estão abertos das 08h30 às 15h00, de segunda a sexta-feira.

Gorjeta: o serviço está incluído na conta dos restaurantes, mas é habitual deixar uma gorjeta de 5 a 10% sobre o preço total da refeição.

Fumantes: assim como no Brasil, é proibido fumar em recintos públicos fechados em Portugal.

AFT Comunicação Integrada

FONTE: TURISMO EM FOCO / Fábio Cardoso

http://www.turismoemfoco.com.br/v2017/2017/08/02/arquipelago-da-madeira-um-paraiso-no-oceano-atlantico/

4 praias para conhecer no Algarve

Com o verão europeu nos últimos meses, Portugal entrou ainda mais em destaque e passou a ser explorado, das suas grandes cidades como Lisboa e Porto, até a incrível costa sulista, toda tomada por praias que são consideradas as mais belas da Europa. Confira algumas das melhores praias da região:

rochaPraia da Rocha – Portimão

Uma das melhores praias do Algarve, a Rocha, na região de Portimão, tem uma longa faixa de areia repleta de ampla infraestrutura para que se possa passar o dia nela. Quando chega a noite, bares e até discotecas funcionam à beira da praia e fazem a migração dos turistas, da areia para as pistas de dança.

algarve-1972512_1280Praia da Marinha – Lagoa

Já apontada como a praia mais bonita da Europa, essa praia de Lagos é recheada de pedras e de formações naturais, que inclusive deram origem a pequenas cavernas dando para pedaços exclusivos dessa praia. Do topo das falésias, é possível ter a vista mais fantástica dessa praia que é tomada por estrangeiros e tem até um restaurante aos pés da areia.

stairs-2528666_1280Praia da Bordeira – Carrapateira, Aljezur

Um dos maiores segredos do Algarve, essa praia não é tão frequentada quanto as demais e tem um clima mais relaxante. Longe de toda a zona turística, ela fica no Parque Natural do Sudoeste Alentejano, com três quilômetros de areia. Famílias costumam tomar banhos de sol e mar (com a água normalmente mais fria), que tem acesso por várias partes (sendo a melhor entrada pelo sul).

 

portugal-2046351_1280Praia de Dona Ana – Lagos

A Praia de Dona Ana, em Lagos, foi eleita uma das mais magníficas do mundo. Não é por menos que praticamente todos os passeios de barco pelo Algarve incluem ela. Com falésias mergulhadas no mar azul, tem uma infraestrutura básica e aluguel de cadeiras e guarda sol para os turistas. É fácil de chegar, o que torna-se mais um motivo para receber muita gente na alta estação.

 

FONTE: MERCADO & EVENTOS / Beatriz Vilanova

http://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/destinos/4-praias-para-conhecer-no-algarve/

Começa Festa do Peão de Barretos

 

Crédito: André Monteiro

Até 27 de agosto, Barretos (SP) será palco de um evento tradicional no Calendário Nacional de Eventos do Ministério do Turismo, a Festa do Peão de Barretos.  O público esperado – cerca de um milhão de pessoas -, poderá aproveitar mais de 100 atrações musicais na “A Festa do Brasil”, além dos tradicionais rodeios e do concurso gastronômico Queima do Alho.

Para a cidade do interior paulista, a festa impulsiona toda a economia local e movimenta R$ 200 milhões. Os impactos começam a ser sentidos já em julho, especialmente no setor de construção civil, uma vez que os proprietários de imóveis investem em obras de melhorias para receber visitas ou até mesmo para locação.

Já no mês de agosto, a movimentação é maior nas lojas de: eletrodomésticos; eletrônicos; cama, mesa e banho; roupas; e calçados. Já nos 11 dias de festa, o setor de alimentos e bebidas é uma das estrelas da economia. O evento também é um importante gerador de postos de trabalho. Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), do Ministério do Trabalho, em agosto de 2016, o município registrou 1.023 admissões e um saldo positivo de 140 vagas.

“Festas como esta mostram a importância dos grandes eventos do Brasil para movimentar a economia e estimular o turismo em vários destinos nacionais. O Calendário de Eventos do ministério é uma ferramenta criada para auxiliar o turista na escolher do destino e ainda aproveitar a nossa rica cultura”, comentou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

ATRAÇÕES –  Em 2017, o embaixador da festa será o cantor Gustavo Lima. Além dele, a programação cultural da festa está repleta de grandes artistas do cenário nacional: Luan Santana, Henrique e Juliano, Marília Mendonça, Simone e Simaria, Maiara e Maraisa, César Menotti e Fabiano, entre muitos outros. Há, ainda, o Rancho Peãozinho, espaço dedicado exclusivamente para os pequenos.

 

Fonte: http://www.turismo.gov.br/%C3%BAltimas-not%C3%ADcias/8077-come%C3%A7a-festa-do-pe%C3%A3o-de-barretos.html

Satisfação com aéreas atinge valor mais baixo em 5 anos

 

Foto: pixabay

A satisfação do consumidor brasileiro com as companhias aéreas nunca foi tão baixa desde que o setor começou a ser analisado pelo Índice Nacional de Satisfação do Consumidor (INSC), aferido pela ESPM. Após queda de 4,4 pontos percentuais em relação ao mês anterior, o índice do setor em julho ficou nos 32,5%. A aviação comercial foi a indústria com a maior queda dentre os 23 mercados pesquisados.

Desde que começou a ser analisada pelo INSC, em março de 2012, a satisfação da aviação nunca chegara ao patamar atual, de 32,5%. Em 2017, o menor valor da indústria havia sido registrado em maio, com 34,6%. A máxima do ano foi em março, 48,5%.

O indicador levanta dados exclusivamente da internet, com análise de conteúdo em blogs, redes sociais e portais de notícias. Segundo os realizadores do estudo, duas notícias negativas de dois players importantes do mercado foram determinantes para o mal desempenho: os dez anos do acidente da Tam, em São Paulo; e a condenação por danos morais da Avianca Brasil por cancelamento de voo, em ação que corria desde 2014.

 

Fonte: